Vitória da Espanha atrai menos espectadores

Final de Copa do Mundo sem a presença da seleção brasileira não tem o mesmo apelo para os telespectadores nacionais. Embora tenha marcado bons índices de audiência, a transmissão da final da Copa do Mundo da África do Sul, que consagrou a Espanha como campeã do maior torneio de futebol do mundo pela primeira vez, não repetiu os mesmos índices de audiência registrados durante os jogos do Brasil.

Com a transmissão da partida nesse domingo 11, a TV Globo registrou uma média de audiência de 27,7 pontos. Para efeitos de comparação, a média registrada pela emissora nos jogos da seleção brasileira na Copa foi de 44,39 pontos.

Já para a Band a exibição da final entre Espanha e Holanda – que terminou em 0X0 no tempo normal e acabou com o placar de 1X0 na prorrogação para a campeã Espanha – rendeu uma audiência mais próxima das registradas nas partidas da seleção brasileira. Entre as 15h30 e 18h, a emissora conseguiu uma audiência média de 10,2 pontos. Durante a permanência do Brasil no mundial da Africa do Sul, a audiência média da Band nos jogos da seleção foi de 11,29 pontos. Ao longo de todo a Copa, a Band conseguiu um incremento de 48% em sua média diária de audiência (considerando o período entre 7h e 24h), registrando uma média de 3,6 pontos diários entre os dias 11 de junho e 11 de julho.

Ainda que não tenha arrebatado quase que a totalidade de audiência da TV aberta, a transmissão da final da Copa tirou boa parte da audiência das emissoras que não detém os direitos de transmissão do Mundial. Enquanto a Band e a Globo exibiam a partida, a Rede Record marcava apenas 5,3 pontos no ibope e, o SBT, 4,8 pontos.

Recorde na Espanha

Se o interesse pela final não foi tão grande no Brasil, na Espanha, o país campeão da Copa, a final entrará também para a história da mídia televisa como a maior audiência da história da nação europeia desde 1992, quando tiveram início as medições.

Segundo o instituto Barlovento Comunicación A partida final foi assistida por 13,9 milhões de espanhóis, somados os telespectadores dos canais Telecinco, Canal Plus e C+Liga. A audiência acumulada do jogo foi de 82,9% do total de televisores apurados.

O pico da audiência, no entanto, ocorreu a um minuto do gol da Espanha, já durante a prorrogação do jogo: estavam ligados na TV espanhola, nesse momento, 16,8 milhões de telespectadores, que geraram 91% de audiência na soma dos três canais de TV da Espanha. No exato instante em que o jogador Iniesta marcou o gol que deu à Espanha seu primeiro título de campeã da Copa do Mundo, a audiência registrada pelo instituto espanhol foi de 16,6 milhões de telespectadores (90,3%).

Encerra a partida e já garantido o título, quando o goleiro Cassilas levantou a taça, a audiência já havia baixado para 13,6 milhões de pessoas (76,9%). No somatório do jogo (os dois tempos regulamentares mais a prorrogação), a audiência acumulada foi de 20 milhões de telespectadores. Essa audiência foi dividida entre o canal Telecinco (12,9 milhões de telespectadores e 77,2% do share), Canal Plus (507 mil telespectadores e 3% de share) e C+Liga (457 mil telespectadores e 2,7% de share). A Espanha tem 46 milhões de habitantes, segundo dados de 2008.

Fonte: MM online

Anúncios

Comentários desativados em Vitória da Espanha atrai menos espectadores

Arquivado em Comunicação

Os comentários estão desativados.