Mercado financeiro mundial dá sinais de que a recuperação global ganha força.

As principais bolsas asiáticas encerram em alta (maior patamar em três meses), impulsionada por fortes dados econômicos dos Estados Unidos e uma aparente diminuição nas tensões sobre o iuan entre norte-americanos e China.


– Nos EUA, o setor de serviços cresceu em seu ritmo mais forte em março em quatro anos, e asvendas pendentes de moradias foi acima do esperado.


– A China está mais ou menos se preparando para um medida na moeda (yuan), que deve ocorrer dentro de 4 a 5 semanas. Além disso o índice do setor de serviços da China atingiu máxima em sete meses em março, e o componente de novas encomendas aumentou, enquanto o deemprego teve a maior alta em dois anos.


Por aqui a Bovespa deve acompanhar o euforia, podendo haver alguma correção técnicasugerindo que o mercado está um pouco esticado (em função das altas), mas estará em linha com um respiro (realização de lucros), e não com mudança na tendência dos investimentos.

A agenda de indicadores da terça-feira reserva indicador relevante no campo externo, a ata referente à última reunião do Federal Reserve (Fed). No documento, os agentes conhecem de forma mais detalhada qual a percepção da autoridade monetária dos EUA sobre a economia e buscam pistas sobre a retirada dos estímulos adotados durante a crise.

Anúncios

Comentários desativados em Mercado financeiro mundial dá sinais de que a recuperação global ganha força.

Arquivado em Economia

Os comentários estão desativados.