Brasil tem os celulares mais caros do mundo

Apesar de ter conseguido reduzir tarefas, País ainda é o último do ranking que mede os custos e o acesso à telefonia.

Apesar de estar nas mãos de aproximadamente 175 milhões de brasileiros, o telefone celular ainda continua gerando problemas financeiros para a população brasileira. De acordo com o Índice de Paridade de Poder de Compra (PPP), produzido pela União Internacional de Telecomunicações (UIT), que apura as taxas e custos do serviço de telefonia em 159 nações, o consumidor nacional paga as tarifas mais caras do planeta para fazer uso do telefone móvel.

Segundo o ranking do UIT, o Brasil a ocupa a 121ª posição na lista dos países com melhores custos de serviços. Considerando a paridade de poder de compra, o País, entretanto, fica em último lugar. Enquanto aqui o custo médio por um pacote de 25 chamadas e de 30 torpedos fica em US$ 42 por mês, esses mesmos serviços custam somente US$ 1 em Hong Kong, US$ 9,8 na Suíça e US$ 14,6 no México.

Apesar de ter conseguido reduzir os custos aplicados na telefonia celular no último ano, o Brasil ainda não conseguiu estruturar a base de telecomunicações no mesmo nível de países da Europa e da América. Enquanto a média do pacote básico de telefonia fixa no mundo sai pelo valor de US$ 9, no Brasil, o mesmo serviço alcança o patamar de US$ 13,4.

Ainda de acordo com o relatório da UIT, os altos custos na telefonia brasileira geram um grande obstáculo à difusão ao acesso à comunicação e ao desenvolvimento das tecnologias. Apesar disso, o estudo aponta que o País vem conseguindo melhores progressivas nos custos. Nos últimos anos, a tarifa dos celulares no Brasil decresceu 25%. Já as taxas de internet banda larga caíram 52% e, as da telefonia fixa, 63%.

Com informações do Valor Econômico.

Anúncios

Comentários desativados em Brasil tem os celulares mais caros do mundo

Arquivado em Economia

Os comentários estão desativados.