Arquivo do dia: 14 de janeiro de 2010

Marisa vai investir R$ 49 mi em comunicação este ano

A rede de varejo anunciou na segunda-feira, 11, a entrega de sua conta para a Fischer+Fala.

Em 2010, 49 mi em comunicação.

A capacidade de integrar plenamente a área comercial a todas as disciplinas de marketing foi um dos atributos que garantiram a Fischer+Fala a conquista da conta das Lojas Marisa. É esta a opinião de Allan Barros, CCO da agência. “Não foi só a nossa experiência no varejo, mas também a metodologia de trabalho e a visão ampliada que temos de todas as áreas da agência”, afirmou aoMeio&Mensagem.

Ele garantiu ainda que a assinatura “De mulher para mulher” será mantida. O valor da conta da Marisa é de R$ 49 milhões para 2010 e o contrato assinado com a Fischer+Fala tem validade pelo período de dois anos. A primeira campanha assinada pela nova agência deve sair em abril. Um site reformulado da rede de varejo tem previsão de estrear em março. Durante nove anos, a Giacometti foi a agência responsável pela comunicação da Marisa. De acordo com apuração doM&M Online, a empresa participou da concorrência, assim como F/Nazca S&S e Neogama/BBH.

Anúncios

Comentários desativados em Marisa vai investir R$ 49 mi em comunicação este ano

Arquivado em Comunicação, Marketing

Marabraz compra a marca Mappin.

Marabraz compra a marca Mappin.

Marabraz compra a marca Mappin.

A rede de lojas de móveis Marabraz é a nova dona dos direitos de uso da marca Mappin, um dos grupos de varejo de maior sucesso do Brasil, que fechou suas lojas e encerrou suas atividades totalmente no ano de 1999.

Por meio de um comunicado enviado à imprensa, a Marabraz informa ter adqurido em leilão todos os direitos sobre a marca Mappin. O texto também informa que “a política de implantação da nova rede está sendo estabelecida e que a sua gestão será feita de forma absolutamente independente das lojas Marabraz.

A reportagem de M&M Online apurou, entretanto, que a diretoria da rede de lojas de móveis ainda não decidiu os caminhos que irá trilhar para antiga marca de varejo. Os dirigentes da Marabraz estão em uma fase de estudo, para avaliar o potencial da marca e a melhor maneira de situá-la no atual cenário do mercado varejista.

Com um total de 130 lojas espalhadas pelo Estado de São Paulo, a Marabraz é considerada um dos principais nomes dos negócios de móveis e de artigos para o lar no Brasil. A companhia esteve presente na mídia de forma intensa nos últimos anos, com a inserção constante de campanhas que divulgavam suas ofertas e promoções. A exposição na grande mídia, entretanto, foi diminuindo nos últimos meses. Os últimos trabalhos publicitários feitos para o anunciante foram assinados pela agência 141 Newport.

Caso resolva retomar as atividades do Mappin, a Marabraz pode resgatar uma das mais tradicionais redes de departamentos do País, que por 86 anos atuou na comercialização de diversos tipos de produtos. A sede da companhia era localizada no centro da cidade de São Paulo. Depois de ter enfrentado problemas em sua administração, a rede teve sua falência decretada em 99. Na ocasião, a marca Mappin pertencia ao empresário Ricardo Mansur. O fim da rede também significou o encerramento das atividades das lojas de departamentos Mesbla, que havia sido adquirida pelo próprio Mappin no ano de 1996.

Comentários desativados em Marabraz compra a marca Mappin.

Arquivado em Comunicação, Marketing

Band quer ampliar e aproveitar sua área de esportes para dar novo gás à emissora.

A copa da África deste ano é um dos eventos que a emissora aguarda bons retornos

Com o objetivo de fortalecer o conteúdo esportivo em sua grade de programação e atrair os espectadores amantes de futebol e das demais modalidades, a TV Bandeirantes deu início a algumas reformulações na estrutura da área a fim de aproximar o canal dos principais eventos esportivos do planeta.

Um dos principais passos nesse sentido foi dado em dezembro, quando a emissora contratou um novo diretor geral de esportes. Para assumir o posto, a Band buscou José Emílio Ambrósio, que, até então, ocupava o cargo de superintendente de jornalismo e esportes na Rede TV. Além de levar uma nova dinâmica para a área de esportes da casa, Ambrósio também terá a missão de trabalhar em conjunto com a direção de operações e tecnologia do canal.

O ano de 2010 representa um período de grandes expectativas para a Band. Depois de alguns anos distante do maior torneio de futebol do planeta, a emissora conquistou o direito de transmissão da Copa do Mundo da África do Sul – que também será transmitida na TV aberta brasileira pela Globo. O retorno de um evento desse porte serve como impulso para que a Band retome os investimentos na área.

Eurocopa
Além da Copa, a Band também fez outros investimentos para garantir a presença de grandes seleções do planeta em sua telinha. Em uma negociação realizada junto com a Rede Globo, a emissora garantiu os direitos de transmissão da Eurocopa 2012, que será realizada na Polônia e na Ucrânia.

Nem a Globo Esportes e nem a Bandeirantes confirmam o valor pago pelos direitos de transmissão, mas estima-se que a proposta conjunta das duas emissoras tenha sido de US$ 4 milhões. Com a negociação, os dois canais tiraram a Eurocopa da Record, que, por duas temporadas, foi a detentora oficial dos direitos do campeonato europeu no País.

A Record não comenta a perda para as concorrentes na disputa e declara estar plenamente satisfeita com as coberturas esportivas que vem realizando e com os programas esportivos de sua grade. A emissora também aproveita para enfatizar a transmissão dos Jogos de Inverno de Vancouver, a partir de fevereiro.

De acordo com o apurado pela reportagem de M&M Online, a emissora paulista mobilizará uma equipe de mais de 80 profissionais para a cidade canadense e espera despertar no público brasileiro o interesse por alguns tipos de esportes que não fazem parte do cotidiano de um país tropical. Segundo a emissora, mais do que preocupar-se com os índices de audiência, o grande objetivo da transmissão dos Jogos de Inverno será a exibição de imagens de qualidade e de um evento diferenciado.

Comentários desativados em Band quer ampliar e aproveitar sua área de esportes para dar novo gás à emissora.

Arquivado em Economia

Grupo O Dia à venda?

O anúncio da saída de Gigi de Carvalho da presidência do jornal O Dia e a sua substituição pelo diretor financeiro, Ronaldo Carneiro, pode ser um sinal de que o grupo esteja preparando o terreno para a venda de seu controle.

Desde o falecimento de Ary de Carvalho em 2003, as três herdeiras Gigi, Eliane e Ariane dividem o controle do grupo mas sem a mesma liderança forte do pai. Ariane foi a primeira a assumir a presidência mas acabou perdendo o posto no ano seguinte à morte do pai por imposição das irmãs a título de um rodízio no cargo que de fato nunca ocorreu.

Gigi assumiu o posto onde promoveu em seus seis anos no cargo importantes mudanças como a reformulação gráfica de O Dia e o lançamento do Meia Hora. O sucesso do novo título expôs o declínio de O Dia que nos últimos anos vem amargando queda na circulação de acordo com os números publicados pelo IVC.

Um executivo próximo da situação garante que a entrega do cargo a Ronaldo Carneiro passa ao mercado uma mensagem que de a gestão passa a ter caráter técnico até que surja um parceiro interessado em comprar o controle do Grupo O Dia.

Comentários desativados em Grupo O Dia à venda?

Arquivado em Comunicação

O Mercado Atualizado disponibiliza uma nova área para opniões do leitor.

O feed back de nossos leitores é muito importante. Agora o M.A disponibilizou uma nova opção para você nos enviar suas sugestões, reclamações e até elogios. Façam bom proveito desta nova área.

Comentários desativados em O Mercado Atualizado disponibiliza uma nova área para opniões do leitor.

Arquivado em Comunicação, Design, Economia, Marketing