Palmeiras projeta receita de R$ 80 mi com Avanti.

palmeiras_campeao

 

A partida entre Palmeiras e Sport, no Palestra Antártica, na quarta-feira, 11, não será importante apenas para as pretensões do clube de conquistar o título do Brasileirão 2009. No intervalo comercial do jogo irá ao ar o filme de lançamento do Avanti, seu novo programa de sócio torcedor. A diretoria alviverde espera arregimentar 200 mil participantes em dois anos, o que passaria a render aos cofres do clube cerca de R$ 80 milhões por ano. O site do programa estará em operação a partir da meia-noite de quinta-feira, 12.

Para que o projeto não entre em colapso como o Onda Verde, lançado no final de 2006 e que devido a inadimplência foi descontinuado, o Palmeiras buscou parceiros na área financeira: Visa e Bradesco Cartões. O torcedor que quiser se associar poderá optar por ter o Cartão de Crédito Bradesco Afinidade Palmeiras e parcelar sua anuidade em 12 vezes, ou então pagar a anuidade em parcela única via boleto. “Sabemos que isso reduz a chance de perdermos o torcedor”, aponta Mauro Zucato, diretor adjunto de marketing do clube.

O Avanti tem três planos – Prata (anuidade de R$ 300), Ouro (R$ 600) e Diamante (R$ 1200) – e oferece como benefícios 100% do valor da anuidade em descontos na compra de produtos da Adidas e da Samsung; compra antecipada de ingressos com descontos de 30%, 40% e 50% de acordo com o plano; kit com carteira-ingresso (cartão eletrônico da Outplan chamado de Futebol Card que liberará a entrada do torcedor na catraca), camiseta, boné, mochila e certificado; descontos em passagens aéreas da Azul Linhas Aéreas; e a participação em ações promocionais.

“O objetivo é ser o maior programa de sócio torcedor do mundo, ultrapassando o do Benfica, de Portugal, que tem 170 mil sócios. Os projetos de Corinthians e São Paulo basicamente oferecem desconto no ingresso. O do Palmeiras oferece uma série de benefícios que irá motivar a torcida”, projeta Zucato, destacando que um contador será instalado no site do clube para acompanhar a evolução das adesões.

Segundo estimativas do diretor de marketing alviverde Rogério Dezembro, o plano deve ter 20 mil adesões em seis meses e 50 final no final de um ano. “Montamos uma plataforma muito boa para os torcedores e também para abrir espaço para parceiros comerciais. O interesse das empresas de se associarem ao Palmeiras está crescendo e no uniforme temos um espaço limitado. Temos uma negociação bem quente com uma empresa de telefonia móvel”, conta dezembro. Ainda de acordo com o diretor, o lançamento do Avanti foi viabilizado com o aporte de cerca de R$ 500 mil feito pelos parceiros iniciais.

A campanha de divulgação do projeto contará com três comerciais para TV aberta e fechada, estrelados pelo goleiro Marcos, ídolo do time, além de ações de email marketing com a base de torcedores cadastrados no site da Visa (que comercializa ingressos para um setor especial do Parque Antártica) e do próprio Palmeiras. A criação dos comerciais é do palmeirense Carlos Righi. Já a sonorização ficou por conta de outro palmeirense, Tula Minassian, da Play it Again.

Anúncios

Comentários desativados em Palmeiras projeta receita de R$ 80 mi com Avanti.

Arquivado em Economia

Os comentários estão desativados.