Habitação e transporte sobem mais e inflação em SP fecha outubro a 0,25%

IPC-Fipe havia ficado em 0,16% na semana anterior.
Alimentos tiveram sexta deflação seguida.

 

thumb.medium.Grafico_crescenteA inflação na capital paulista encerrou o mês de outubro em 0,25%, segundo dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). A taxa ficou acima da registrada na semana anterior, de 0,16%, e do encerramento de setembro, quando o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrara variação também de 0,16%.

Na quarta semana de outubro, os gastos com transporte e habitação subiram mais que na semana anterior, e puxaram a alta do IPC na mesma comparação. A taxa de habitação passou de 0,49% para 0,53%, enquanto a de transportes subiu de 0,64% para 0,83%.

Também ajudaram a pressionar para cima o IPC as taxas de despesas pessoais, que passou de 0,18% para 0,28%, e dos alimentos, que ficou em -0,45%, acima do 0,72% da semana anterior. Apesar da queda menor, os alimentos registraram a sexta semana consecutiva de deflação.

Em sentido contrário, uma alta maior da inflação foi contida pelo recuo nas variações de saúde (de 0,44% para 0,28%), vestuário (de 0,09% para 0,02%) e educação (de 0,04% para 0,03%).

 

Anúncios

Comentários desativados em Habitação e transporte sobem mais e inflação em SP fecha outubro a 0,25%

Arquivado em Economia

Os comentários estão desativados.