Alstom pode transferir tecnologia do trem-bala

 

A Alstom tem planos de trazer para o Brasil uma parte da produção e tecnologia de trens de alta

velocidade (TAV) da sua matriz francesa, caso participe da construção do trem-bala brasileiro, linha

férrea de 511 km que ligará São Paulo ao Rio de Janeiro. A expectativa da empresa, segundo seu

presidente no Brasil, Philippe Delleur, é de que o edital de licitação para a construção do novo

empreendimento, avaliado em R$ 34 bilhões, seja lançado pelo governo ainda este ano. Única

empresa no Brasil a operar uma indústria ferroviária, com uma fábrica em São Paulo, a Alstom é líder

de mercado na área de TAV, tendo participado da construção de vários projetos no mundo, sendo os

mais recentes em Marrocos e Arábia Saudita. “A experiência de mais de 30 anos da empresa na

Europa e o fato de já termos uma base industrial instalada no Brasil, com mão de obra qualificada,

agilizará o processo de transferência de tecnologia para a produção do trem de alta velocidade no

Brasil”, afirmou.

alstom

Anúncios

Comentários desativados em Alstom pode transferir tecnologia do trem-bala

Arquivado em Economia

Os comentários estão desativados.