Santander prevê Ibovespa em 80 mil pontos no fim de 2010

santan

A expectativa de queda da taxa de risco país, crescimento dos lucros das empresas brasileiras, moderada valorização do dólar e contínua retomada das bolsas internacionais levou o Santander a fixar a meta de 80 mil pontos para o Ibovespa no final de 2010.

Em relatório, a filial brasileira do banco espanhol explicou que a previsão baseia-se na premissa de uma taxa de risco-Brasil em 150 pontos, expansão de 44% do lucro por ação das empresas do Ibovespa, taxa de câmbio de R$ 1,95 real e retorno de 9,6% do índice MSCI World, indicador que mede o desempenho global dos mercados de ações.

“Nossa convicção mais forte continua direcionada aos cíclicos domésticos, com base em nosso otimismo sobre a sustentabilidade do crescimento econômico do Brasil nesta segunda metade de 2009 e mais à frente, impulsionado pelo consumo das famílias”, diz trecho do relatório.

Entre os setores que o banco classifica como maiores beneficiários potenciais desse cenário estão: instituições financeiras, varejo, industriais, aeroespacial & transporte e imobiliário. Já o setor de siderurgia ficou com peso abaixo da média.

“Os cíclicos domésticos vêm consistentemente apresentando um desempenho superior aos cíclicos globais durante o rally destes últimos oito meses, mesmo durante a pausa do mercado ocorrida em junho-julho”, avalia o Santander.

“Vemos este fato como o início de uma mudança secular de longo prazo na principal tese de investimento nas ações brasileiras em direção aos cíclicos domésticos”, acrescenta.

Para o banco, o principal risco para as ações brasileiras é uma possível decepção quanto à sustentabilidade da recuperação econômica global.

Anúncios

Comentários desativados em Santander prevê Ibovespa em 80 mil pontos no fim de 2010

Arquivado em Economia

Os comentários estão desativados.