Mantega cobra emprego por IPI de eletrodomésticos reduzido

man

Após reunião com representantes do varejo brasileiro, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta segunda-feira que o governo está empenhado em garantir que as vendas do setor continuem altas. No entanto, ele não informou se haverá prorrogação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) reduzido para produtos da linha branca e disse que, para isso ocorrer, o setor tem que assumir o compromisso de gerar mais empregos e fazer promoções para beneficiar mais os consumidores.

“Até o dia 31 sairá alguma decisão do governo… Estamos na reta final para fechar o ano e queremos que ele feche com chave de ouro. O governo estará empenhado para que as vendas continuem elevadas”, afirmou ele após a reunião.

O encontro realizado em São Paulo serviu para que os representantes do varejo apresentassem formalmente o pedido de manutenção do IPI reduzido por mais tempo. A medida vale até o final deste mês.

“Vamos supor que a gente prorrogue… isso exige dois compromissos: emprego maior e que o setor venha a fazer promoções dando mais vantagens ao consumidor”, afirmou Mantega.

“Se a gente conseguir, aqui, formalizar esse compromisso, então podemos ter um acordo. Nós vamos conseguir dar o melhor Natal que o brasileiro já teve.”

O setor varejista, segundo o ministro, tem várias maneiras de atender isso, incluindo uma redução de margens.

Apesar do pedido, Mantega avaliou que o setor já tem repassado ao consumidor final a redução do IPI e que existe disponibilidade de financiamento. “Mas é claro que eu sempre estarei aqui para reclamar taxas de juros ainda mais baixas para o consumidor”, disse.

A resposta da presidente do Instituto para Desenvolvimento do Varejo e dona do Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano, que estava ao lado do ministro, foi rápida: “e nós para pedir impostos mais baixos”.

Empregos de fim de ano
A empresária se disse otimista sobre a possibilidade de prorrogação do IPI reduzido e afirmou que o setor já está fazendo grandes promoções e tem adotado uma postura agressiva.

Segundo ela, o varejo eleva em cerca de 10 a 15% o nível de emprego entre novembro e dezembro e a decisão neste ano vai depender da resposta do governo sobre o IPI.

“O diálogo (com o ministro) foi muito benéfico, bem aberto… mas ele deixou no ar (se vai ou não haver prorrogação)”, disse.

O governo anunciou em 17 de abril uma redução do IPI para geladeira, fogão, máquina de lavar e tanquinho, como mais uma medida para aliviar os feitos da crise global sobre o país. O prazo do benefício está previsto para terminar no dia 31 de outubro.

Anúncios

Comentários desativados em Mantega cobra emprego por IPI de eletrodomésticos reduzido

Arquivado em Economia

Os comentários estão desativados.