Intenção de compra no varejo cresce no 4º trimestre

Sem título“A Pesquisa Trimestral de Intenção de Compra no Varejo” realizada pelo Programa de Administração do Varejo (Provar) & Laboratório de Finanças (Labfin), da Fundação Instituto de Administração, da Fundação Instituto de Administração (FIA), em parceria com a Felisoni Consultores Associados, mostrou que o índice de consumidores que pretendem comprar no quarto trimestre de 2009 subiu para 77%, contra 74,2% no mesmo período do ano passado.

Esse percentual é o maior da década 2000. O estudou tomou como base 500 consumidores da cidade de São Paulo, analisando as intenções de compras e gastos dos consumidores em dez diferentes categorias: Linha Branca, Eletroeletronicos, Telefonia Celulares, Informática, Automóveis e Motos, Cine e Foto, Material de Construção, Cama, Mesa e Banho, e Móveis e Eletroportáteis.

Entre os itens listados acima lideram as intenções de compra: Cine e Foto, seguido de Informática – que apresentou uma ligeira queda em relação a 2008, assim como o terceiro colocado no ranking, os produtos Eletro-eletrônicos, que praticamente está empatado com Telefonia e Celulares, com 10,8% e 10,6% de intenção, respectivamente.

Outra categoria que apresentou queda significativa foi Automóveis e Motos, com a qual os consumidores pretendiam gastar no trimetre anterior, em média, R$ 20.821,00, enquanto que no quarto trimestre essa estimativa caiu para R$16.667,00, o que representa uma retração de 24,9%. Já em relação ao mesmo período do ano anterior, o valor significa uma retração de 14,4%.

O estudo também revelou que a intenção de compra de bens duráveis para o último trimestre do ano cresceu 4,3% se comparado com 2008 e 3,8% em relação ao terceiro trimestre de 2009.

Outra característica apontada na pesquisa é o aumento do uso de crédito para o pagamento das compras. Esse crescimento pode ser observado em todos os segmentos avaliados. Já em relação às compras pelas internet, a análise mostra uma estabilidade no setor, com 86% dos entrevistados afirmando que tem a intenção de comprar pelo menos um dos itens listados. Se comparado com o último trimestre de 2008, houve uma queda de 5,4%.

Brinquedos é o segmento que apresenta o crescimento mais expressivo, com 107% a mais do que o trimestre anterior. As outras categorias tiveram desempenhos estáveis quando comparados essas épocas.

O cenário muda para esses segmentos quando comparamos seu desempenho atual com último trimestre do ano anterior, é perceptível uma queda em quase todos os produtos, exceção feita ao Brinquedos, aumento de 14,4% e Linha Branca, crescimento 13,3%.

Anúncios

Comentários desativados em Intenção de compra no varejo cresce no 4º trimestre

Arquivado em Economia

Os comentários estão desativados.